Garcia, Garcia avança com obra de reabilitação no Centro Histórico do Porto

26 Janeiro, 2017.

Garcia, Garcia avança com obra de reabilitação no Centro Histórico do Porto

O número 48-52 da Rua de Sá da Bandeira, em pleno Centro Histórico do Porto, está a ser reabilitado pela Garcia, Garcia e já é a morada, desde 1 de dezembro, da loja da icónica marca Leica, a primeira na Península Ibérica.

A construtora portuguesa é responsável pelas obras de reabilitação que, para além da loja e da galeria já abertas ao público, prevê ainda a renovação dos pisos superiores do edifício. Estes serão destinados a habitações de luxo, encontrando-se já em fase de comercialização pela Predibisa, consultora imobiliária com mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário do norte do país.

Após ter sido selecionada para a conceção e construção da fábrica da Leica em Famalicão – obra de elevada exigência técnica – na qual se destacam as clean rooms, ambientes controlados de produção que asseguram o cumprimento das rigorosas normas de qualidade associadas à marca alemã –, a Garcia, Garcia volta a merecer a confiança da multinacional alemã para a reabilitação do edifício histórico, exemplar ímpar da arquitetura do início do século passado e que serviu de morada ao mítico Café Excelsior.

Recorde-se que, em 2012, a Leica transferiu-se da antiga unidade em que esteve instalada 40 anos para uma outra, construída de raiz, a apenas três quilómetros da antiga fábrica. Em março do ano seguinte, o Presidente da República à data, Aníbal Cavaco Silva inaugurava o investimento de 22,5 milhões de euros.

Volvidos cerca de três anos, a Leica voltou a apostar em Portugal ao decidir instalar em pleno centro histórico do Porto a sua primeira loja na Península Ibérica e ao confiar a sua construção e comercialização a duas empresas portuguesas.

Fonte e Imagens (adaptadas): Garcia, Garcia via Marlene Silva – Pure






Larsen & Toubro vai Construir Autoestrada de 10 Vias no Catar
Züblin e Hochtief Constroem Túnel de 312 Milhões na Alemanha
NVE reabilita mais um edifício histórico da Baixa Pombalina

         
         

Comentar

* Obrigatório