12 mil metros quadrados de escritórios ocupados em janeiro em Lisboa

22 Fevereiro, 2016.

12 mil metros quadrados de escritórios ocupados em janeiro em Lisboa

Durante o mês de janeiro, as empresas ocuparam 12.117 m² de espaços de escritórios em Lisboa, revelou a Jones Lang LaSalle (JLL) no primeiro “Office Flashpoint” do ano. Este volume da absorção representa um crescimento de 32% face a janeiro do ano passado e está em linha com a performance do mês anterior, quando tinham sido arrendados 12.518 m².

Na atividade de janeiro, a JLL foi responsável pelo arrendamento de 31% da área total transacionada.

O volume de absorção de janeiro indica ainda que as empresas continuam este ano a procurar espaços de maior dimensão, registando-se uma área média por transação na ordem dos 930 m². Já desde o ano passado que o aumento da área média arrendada tem vindo a observar-se, com o total de 2015 a apresentar uma área média ocupada de 562 m² (vs. 529 m² em 2014).

A zona do Prime CBD foi em janeiro a que registou maior procura, com 40% da área arrendada no mês, um resultado influenciado pela transação de maior dimensão do mercado neste período, nomeadamente a instalação da Havas num escritório de 4.500 m² na Avenida da Liberdade.
O CDB garantiu 28% da ocupação mensal e o Corredor Oeste 23%.

A JLL destaca ainda que a baixa disponibilidade de espaços já está a afetar a atividade em algumas zonas, como são os casos do Parque das Nações e da zona Histórica/Ribeirinha, onde, por essa razão, não se registou qualquer operação durante este mês.

Na análise da procura, o Office Flashpoint sublinha que o setor de “Serviços a Empresas” foi o mais dinâmico, com 64% da ocupação mensal, seguido das áreas de “TMT’S & Utilities”, com 17% da absorção, e de “Farmacêuticas & Saúde”, com 15%.

Em janeiro a atividade foi dominada pela mudança de edifício, que pesou 80% na ocupação, contrariando a tendência registada em 2015, em que a atividade por via da expansão de área e do aparecimento de novas empresas representou 45% (vs. 25% em 2014).

Fonte: JLL via Rita Ribeiro Comunicação | Imagem (adaptada): via Microsoft






Britânica BAM Constrói Campus Universitário de 10 Milhões em Derbyshire
Portugal é um dos mercados europeus com maior potencial imobiliário hoteleiro em 2016
Madison International Realty adquire participação de 25% no Fundo Sierra Portugal

         
         

Comentar

* Obrigatório